Home » Viagens » Portugal » Caldeira Velha, as Melhores Termas de São Miguel

Caldeira Velha, as Melhores Termas de São Miguel

No coração de São Miguel e a poucos minutos da Lagoa do Fogo encontramos um local particularmente marcante não só pela sua vegetação exuberante, mas também pelas piscinas e piscinas termais que ali encontramos. Tudo isso sem esquecer as fumarolas ativas que mancham o ar com um cheiro sulfuroso (às vezes metálico). A Caldeira Velha é uma das zonas mais interessantes para ver na ilha e quase nos atreveríamos a dizer que é onde encontramos as melhores termas de São Miguel.

O Parque Natural da Caldeira Velha é uma área protegida, com algumas piscinas de água muito quente onde é quase obrigatório mergulhar e soltar entre nuvens gasosas, água quente e um verde tão intenso que não seria difícil imaginar num filme de atmosfera jurássica. Há também um pequeno Centro de Interpretação Ambiental onde você pode absorver informações valiosas sobre vulcões, vegetação e fauna na área. Tudo isso ajuda a entender o ambiente em que estamos.

Termas da Caldeira Velha em São Miguel

O que ver em Caldeira Velha

Gostar Lagoa do Fogo (leia mais sobre a nossa visita clicando no link acima) o Parque Natural da Caldeira Velha pertence ao complexo vulcânico Água de Pau. Sua fonte termal vem de um aquífero aquecido por uma corrente que nasce do reservatório geotérmico nas profundezas do vulcão do Fogo. Um lugar magnífico para desfrutar de um banho quente ao ar livre. Um plano perfeito para a sua viagem a São Miguel.

O ambiente da Caldeira Velha é um verde denso mais típico de outros lugares do planeta. Grandes samambaias, líquens e árvores típicas de florestas úmidas atraem tanto nossa atenção quanto a altura a que se elevam as paredes que nos cercam. Estamos presos em um barranco ou vale de rio por onde a água corre em alta temperatura que, à medida que avança, deixa para trás depósitos de metal bastante impressionantes.

Horário de funcionamento e preço do Caldeira Velha

Na Caldeira Velha tudo está preparado para os visitantes. O acesso é pela mesma estrada, mas alguma mente pensante decidiu não permitir estacionamento na mesma porta, o que é um sucesso. Cerca de 200 metros abaixo (se vier visitar a Lagoa do Fogo) encontrará um desvio à esquerda onde um grande estacionamento gratuito resolve o problema.

Do lugar de estacionamento você só tem que subir algumas escadas de madeira e você chega à porta do recinto. O que consideramos como as melhores termas de São Miguel aberto todos os dias das 09:30 às 17:30 hrs sendo o preço da entrada de 3€ se só vai visitar e 8€ se quiser incluir o banho nas piscinas termais.

O caminho que leva da entrada da Caldeira Velha às termas é feito seguindo um pequeno caminho de terra batida (próprio para carrinhos de bebê e/ou cadeiras de rodas) entre vegetação que vai fechando gradualmente à medida que o caminho se estreita. As primeiras “névoas” na forma de gases são perceptíveis. A água parece ganhar vida própria.

EA água da Caldeira Velha tem uma composição de bicarbonato de sódio, um pH ligeiramente ácido e elevadas concentrações de metais dissolvidos, particularmente ferro. A temperatura máxima das piscinas em que é permitida a entrada ronda os 34 °C máximos (há algumas em que, por razões óbvias, não é possível entrar porque a água borbulha a mais de 60 °C).

Poça dos Vimes, uma piscina de água termal

Esta é a primeira piscina que encontramos na Caldeira Velha. Tendo em vista o número de pessoas que descansam no interior, poderíamos dizer que o mais popular. A área por onde a água entra chega a 34 °C, mas através dela desce e é distribuída pela piscina improvisada, a água vai esfriando para que as temperaturas médias fiquem acima de 25º e 30 °C. Perto dali, mesmo em frente, encontra-se o Centro de Interpretação da Caldeira Velha.

Lá encontramos informações interessantes sobre as ilhas dos Açores, a sua formação e atividade vulcânica, bem como a sua biodiversidade. É pequeno, mas suficiente se não tivermos grandes pretensões. O círculo é fechado com uma área isolada na qual a atividade geotérmica é mais do que evidente. Fumarolas e poças de água em que o vapor sobe nos fazem perceber onde realmente estamos. Aliás, o cheiro é suportável.

Termas em Caldeira Velha

Área da fumarola

As emissões gasosas e vapores provenientes do interior do vulcão nesta zona da Caldeira Velha são realmente intensas. E como esperado o cheiro, sem ser tão intenso quanto parece, se é como um ovo podre com toques de ferro. São sensações difíceis de explicar. Nesta pequena piscina de onde emanam as fumarolas, o banho é proibido (a temperatura varia entre os 60 e os 100ºC), mas é possível desfrutar deste espetáculo a uma curta distância.

Recorde-se que os Açores estão localizados perto da Dorsal Atlântica, tanto que as ilhas das Flores e do Corvo pertencem à placa tectônica americana, enquanto as restantes nascem da placa euro-asiática. Assim, vulcões, fontes termais e fumarolas são as manifestações superficiais da energia que se acumula dentro da terra. Em São Miguel é muito evidente em locais como a Caldeira Velha, Ladeira da Velha e Pocinha esta última famosa por ser água gaseificada.

Poça da Cascata

A visita ao Parque Natural da Caldeira Velha termina na cascata cujas águas formam uma piscina natural de alguma profundidade. Sua temperatura não é tão quente quanto a da pequena piscina de água termal deixada para trás, no entanto, em dias quentes este banho refrescante é apreciado.

Neste ponto, você só tem que desfazer a estrada caminhando até a entrada principal (15 minutos a pé) para continuar em outro lugar da ilha. No mesmo dia você pode visite a Lagoa do Fogo e seus principais mirantes, pare na Caldeira Velha e termine na Ribeira Grande, uma pequena aldeia localizada na costa norte de São Miguel.

Lugares perto de Caldeira Velha

Da Caldeira Velha apenas 6 quilômetros nos separam da vila da Ribeira Grande. A procura de estacionamento em São Miguel evitando as zonas azuis é por vezes complicada. Caminhamos até à Câmara Municipal, à Câmara Municipal, construída em estilo manuelino (estilo que se desenvolveu em Portugal durante o reinado de D. Manuel I – 1495 a 1521) e à sua praça para encontrar um local para almoçar.

Com permissão da praia e seu ambiente costeiro (as piscinas naturais e a praia de Santa Bárbara) que em fevereiro parecem muito tranquilas a vida de Ribéria Grande se encontra em torno da prefeitura. Perto está a famosa ponte dos 8 arcos, bem como o teatro e a Igreja do Espírito Santo. O melhor é caminhar tranquilamente, tomar uma cerveja e aproveitar o final do dia.

Câmara Municipal da Ribeira Grande

Se tem poucos dias em São Miguel e quer aproveitar ao máximo o seu tempo, recomendamos que visite as fábricas de chá de Porto Formoso e Gorreana, ambas localizadas a cerca de 15 minutos de carro da Ribéria Grande. Esta ilha dos Açores é o único lugar na Europa onde ainda é cultivada e Vende chá.

Também nos foi recomendado ver o Molino do Pico Vermelho (século XVIII) usado principalmente para moer milho e se aproximar do Miradouro das Pedras Negras bem conhecido na ilha. Ambos estão localizados no noroeste da ilha. Do nosso ponto de vista, ambas as visitas são dispensáveis.

Moinho do Pico Vermelho na ilha de São Miguel

goncalo sousa

Sobre Goncalo Sousa

Gonçalo Sousa, graduado em Turismo, é um apaixonado viajante com uma rica bagagem de experiências internacionais. Seu currículo inclui a exploração de diversos países, o que o tornou um especialista na arte de viajar. Sua formação em Turismo é complementada por vivências autênticas em diferentes culturas, o que lhe confere uma visão única sobre o setor. Com um profundo conhecimento e uma paixão pela descoberta, Gonçalo busca compartilhar seu entusiasmo pelas viagens e contribuir para a indústria do turismo, tornando-o um profissional valioso e inspirador.