Home » Geral » Almandina

Almandina

Divulgue para seus amigos e seguidores!

No grupo das granadas existe um mineral chamado almandina. Juntamente com todas as granadas, constitui um grupo de silicatos minerais. Foi usado como pedra preciosa desde a chamada Idade do Bronze. As granadas, em geral, possuem propriedades físicas semelhantes, porém suas composições químicas diferem.

almandina

Existe uma diversidade de granadas que podem ser distinguidas com relativa facilidade pela sua cor e pela associação mineral formada pelas rochas onde ocorrem. No entanto, é pertinente submetê-los a uma análise química para estabelecer fielmente qual é a variedade. É melhor fazê-lo porque às vezes é possível encontrar termos intermediários em relação à sua composição.

As espécies são Pyrope, Spessartine, Grossular, Uvarovite, Andradite e Almandine. Este último destaca-se como o mais conhecido e mais frequente deles. O nome vem da comunidade de Alabanda localizada na Ásia Menor, especificamente na Turquia. Nesta localidade as gemas almandinas eram muito apreciadas, lapidadas em cabochão.

EMERGÊNCIA DA ALMANDINA

Esta granada almandina não tem variedades reconhecidas. É um mineral representativo dos micaxistas garnetíferos que surgem do metamorfismo regional de depósitos argilosos, é também um mineral índice do grau de metamorfismo.

Também resulta do metamorfismo de contato de rochas pelíticas, em rochas ígneas ácidas e como produto detrítico em sedimentos derivados dessas rochas. São minerais associados à andaluzita, biotita, zircão, mica, muscovita.

É um cristal isolado típico com formato rombododecaédrico, ou seja, com 12 faces em forma de diamante. Além disso, ocorrem em cristais de hábito bastante variável, destacando-se como os mais comuns tabulares grossos ou prismáticos. Da mesma forma em massas granuladas. Gemas semelhantes são piropo, espinélio, rubi e turmalina.

CARACTERÍSTICAS GERAIS

A dureza na escala de Mohs de 7-8, é uma das características marcantes da almandina porque É um mineral bastante duro. Também é pesado, com tenacidade frágil. Não possui esfoliação, mas apresenta fratura concoidal, que pode ser translúcida ou opaca. Mas sua transparência é transparente, translúcida.

Apresenta um brilho vítreo resinoso muito particular; a faixa é branca e a encontramos em várias cores, desde vermelho, vermelho escuro, vermelho arroxeado até marrom ou marrom avermelhado. Pode atingir o preto, razão pela qual nos tempos antigos era conhecido como carbúnculo. A fórmula da almandina é Fe32+Al2(SiO4)3, o sistema de cristalização é cúbico, de raridade é catalogado como estendido.

Quanto ao hábito, é rombododecaédrico, trapezoédrico e combinações, isolado ou implantado em rochas ou drusas, massas compactas ou grãos arredondados. A densidade é 4,1-4,3 g/cm3 quando medida e 4,32 g/cm3 quando calculada. A gravidade específica é 4,3.

Sua composição química é Al = 10,84%; Sim = 16,93%; Fe = 33,66%; Ou = 38,57%. O fusível é 3; o ponto de fusão é 1050°C; com isqueiros apenas pequenos pedaços podem ser derretidos. É possível dissolver em todos os ácidos.

SITE E LOCAIS de Almandina

As granadas são encontradas em vários países, mas cada uma de suas variedades tem locais diferentes onde podem ser encontrados espécimes notáveis. No caso da almandina, os depósitos são encontrados em granitos, pegmatitos e andesitos.
Entre as localidades destacam-se Brasil, Índia, Zimbabué, Madagáscar, EUA, Alemanha e de forma muito abundante em Espanha em cidades como Astúrias, La Coruña, Madrid, Málaga, Múrcia, Sevilha, entre outras.

FORMULÁRIOS

As almandinas transparentes bem cristalizadas de tamanho significativo são valorizadas na joalheria, sendo utilizadas como gemas na confecção de peças de vestuário. Além disso, é um mineral de interesse científico e para quem se dedica a ser colecionador.

Devido à sua fratura angular incomum e sua grande dureza, Eles são geralmente usados ​​como abrasivos ou jateamento de areia no campo industrial, por não ter a transparência e clareza exigidas para a joalheria.

No campo da litoterapia, uma terapia de saúde cujo elemento principal é o uso de cristais e pedras, as almandinas vermelhas são usadas para aquelas pessoas de caráter calmo, sereno e autoconfiante.

Eles a estimam como uma pedra de energia que transmite poder, verve, coragem que está relacionada à circulação sanguínea. Ele luta contra as agressões externas e também estará relacionado aos órgãos sexuais.

MANUTENÇÃO

Gemas feitas com almandinas são fáceis de manter. Eles exigem apenas água e uma pequena quantidade de detergente para limpar. Com estes lave esfregando suavemente com um pano. Água natural limpa é então usada para enxaguar. Devido à sua dureza, são resistentes ao choque.No entanto, se você receber um muito violento, ele pode se fragmentar.

Outros dados de interesse

Desde os tempos antigos, as granadas almandinas em seus diferentes tipos foram valorizadas em todo o mundo e na segunda metade do século XIX foram amplamente utilizadas. Como pedra preciosa, destaca-se a sua utilização na Europa e na Índia. No Museu de História Natural de Paris há um saleiro que foi feito em uma almandina granada.

Em todo o mundo, são produzidas quantidades significativas de almandina, porém, apenas uma porcentagem menor tem a qualidade necessária para ser convertida em gemas. Portanto, seu valor é considerado modesto, mantendo-se estável. O mesmo acontece com outras variedades de granada.


Divulgue para seus amigos e seguidores!
liana trotte

Sobre Liana Trotte

Liana Trotte é uma graduada em engenharia pela Universidade Brasil, destacando-se por sua sólida formação e habilidades técnicas. Sua paixão pela resolução de problemas e inovação a conduzem a enfrentar desafios complexos com criatividade e determinação. Liana é uma profissional comprometida em aplicar seu conhecimento em busca de soluções eficazes e inovadoras. Sua formação sólida e mentalidade orientada para resultados a tornam uma adição valiosa em qualquer empreendimento que busque excelência em engenharia.